Durante este tempo que trabalho com assessoria empresaria e treinamentos, tenho observado um número crescente de mulheres no comando de empresas. Todas as vezes que vou dar treinamento observo que o número de mulheres em sala é maior do que dos homens. Observo que as mulheres, na sua grande maioria, esta é a minha opinião, são mais organizadas, disciplinadas, determinadas, cuidadosas com as contas ( isto é fundamental dentro de uma empresa ). Este fato não é nenhuma surpresa para quem está no ramo empresarial. A cada dia que passa as mulheres são obrigadas a irem ao mercado de trabalho para buscar renda para sustentar ou ajudar o marido a sustentar a casa e a família. Para muitas delas é um trabalho de dupla jornada, pois além de sair para trabalhar, ainda tem que cuidar da casa e da família. As mulheres que seguiram o caminho do ramo empresarial, sentem um pouco mais o peso da escolha. Vou tentar enumerar algumas situações:

-    Quando decide ser empresária, dizem logo que não vai dar certo. É melhor arrumar um emprego;

-    Quando fala com  o marido, ele não dá ouvidos e muitos deles acham graça;

-    Quando a empresa começa a andar, o marido já começa a ficar incomodado;

-    Quando a empresa começa a exigir um pouco mais de tempo da empresária, o marido ou os filhos começam a reclamar da ausência da mãe em casa;

-         Em muitos momentos a empresária fica até mais tarde na empresa e o marido começa a reclamar que os SEUS FILHOS ( filhos dela )estão abandonados.

-         Quando a empresária começa a ganhar mais do que o marido, ai começa a guerra de ciúmes;

 

Existem mais comentários sobre o assunto, mas estes foram o que mais me chamou a atenção. É indiscutível que a mulher tem uma percepção diferente de vêr as coisas. Muitos homens já perceberam que, em vez de brigar, eles começam a ajudar a esposa na empresa. Muitos trabalham e depois do serviço seguem para empresa para ajudar a esposa. Alguns sairam do seu emprego para ficar só na empresa da esposa, pois perceberam que com isso o próprio casamento estará mais estabilizado.  A mulher tem uma capacidade de gerenciar, na maioria das vezes, maior do que os homens. Vou dar um exemplo: A mulher por natureza tem a dádiva de gerar. Quando ela casa, ela assume o papel de esposa, amiga, confidente do marido e dos filhos. Aprende a gerenciar conflitos familiares e consequentemente assume o papel de esteio de uma família. Quando ela parte para o ramo empresarial, leva consigo toda a experiência acima citada. Em muitos momentos, a empresária se torna confidente das pessoas, amiga das pessoas, mas sabe exatamente quando as pessoas estão explorando a sua  boa fé. É impressionante a vontade da mulher de aprender, de executar. Ela tem um senso de disciplina que me impressiona muito. O machismo no meio empresarial ainda é muito forte. Eu percebo que quando o cliente ou representante de uma empresa, chega e tem que falar com uma mulher, observamos que existe resistência, como se lidar com a mulher não é confiável.. Na minha opinião, competência não tem sexo, cor, nacionalidade , religião. O mundo empresarial sempre foi o clube do bolinha, não podemos esquecer que o clube da luluzinha já foi inaugurado. Para aqueles que tem empresárias como clientes, saiba que na sua frente tem um ser humano que tem o poder de decidir se fica ou não com  o produto ou serviço que você oferece. Creio que muitos homens tem que aprender a lidar com as mulheres, saber como funciona o seu mundo e muitos homens começarão a entender porque elas estão crescendo dentro do mercado de trabalho.

Por que as mulheres fazem sucesso no mundo empresarial ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>